Rua Fortaleza, 107 – Jardim Represa – Santana de Parnaíba – SP

Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.
Por que escolher respiradores certificados para sua empresa?
respiradores-certificados

Quando se trata da saúde e segurança dos trabalhadores, cada decisão tomada por uma empresa pode ter um impacto significativo. No âmbito da proteção respiratória, a escolha dos respiradores certificados é mais do que uma mera formalidade, é uma decisão estratégica que pode salvar vidas e proteger a integridade física dos colaboradores.

Imagine uma fábrica onde a exposição a aerossóis nocivos é uma realidade diária. Sem os respiradores certificados, os trabalhadores estão vulneráveis a uma série de riscos à saúde, desde irritações respiratórias até danos pulmonares graves. Ao investir em respiradores com certificação adequada, as empresas garantem que seus funcionários estejam protegidos contra os perigos do ambiente de trabalho.

Além da segurança dos trabalhadores, a escolha de respiradores certificados também se traduz em conformidade regulatória e responsabilidade corporativa. Isso porque ao optar por respiradores comprovadamente seguros e eficazes, as empresas demonstram seu compromisso com o bem-estar de seus funcionários e com o cumprimento das normas vigentes.

Continue a leitura e saiba porque é importante comprar apenas máscaras com certificado de qualidade e conformidade para a sua empresa. Acompanhe!

O que são respiradores certificados?

Os respiradores certificados são aqueles que recebem uma autorização dos órgãos fiscalizadores para serem vendidos ao mercado, ou seja, é uma certificação de que eles têm qualidade para serem usados pelos trabalhadores.

Portanto, a certificação de um respirador garante que ele atende a rigorosos padrões de qualidade e segurança, estabelecidos por órgãos reguladores, como o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a Organização Internacional de Normalização (ISO), no Brasil. Essa certificação é fundamental para assegurar a efetividade do equipamento na proteção do usuário.

Por isso, é essencial que os profissionais de segurança do trabalho entendam a importância dessa certificação. Assim, é possível garantir que os trabalhadores estão usando equipamentos de proteção respiratória ideais para protegê-los dos riscos ocupacionais existentes no ambiente de trabalho.

Quais as diferenças entre respiradores certificados e não certificados?

É importante entender a diferença entre os respiradores certificados e os não certificados pelos órgãos regulatórios, como ANVISA, MTE, ISO, entre outros. Isso porque essas características demonstram a qualidade e a conformidade dos respiradores disponíveis no mercado. Confira abaixo um breve resumo dessas diferenças.

CaracterísticasRespirador CertificadoRespirador Não Certificado
AprovaçãoAprovados por um organismo certificador independente, como NIOSH (EUA), MTE (Brasil), ANVISA (Brasil) e ISO (internacional), que atestam sua eficácia na proteção contra contaminantes específicos.Não possuem aprovação por um organismo certificador independente. Sua eficácia e segurança não são garantidas.
Eficiência de filtragemPossuem eficiência de filtragem testada e documentada contra contaminantes específicos.A eficiência de filtragem não é testada ou documentada. Não há garantia de proteção contra contaminantes específicos.
Qualidade dos materiaisFabricados com materiais de alta qualidade que garantem vedação adequada, respirabilidade e durabilidade.Podem ser fabricados com materiais de qualidade inferior que não garantem vedação adequada, respirabilidade ou durabilidade.
ConfortoProjetados para serem confortáveis ​​de usar por longos períodos.O conforto pode ser variável, podendo ser desconfortáveis ​​de usar por longos períodos.
ManutençãoPossuem instruções de manutenção específicas para garantir seu bom funcionamento e eficácia.Instruções de manutenção podem ser inexistentes ou inadequadas, comprometendo o funcionamento e a eficácia do respirador.
PreçoGeralmente mais caros devido à aprovação, testes e materiais de alta qualidade.Geralmente mais baratos, mas com qualidade e segurança incertas.
AplicaçõesRecomendados para ambientes com alto risco de exposição a contaminantes perigosos, como trabalhadores da saúde, industriais e de laboratório.Podem ser adequados para ambientes com baixo risco de exposição a contaminantes, mas não garantem proteção adequada em situações de alto risco.
Resumo das diferenças entre os respiradores certificados e não certificados.

Quais os certificados e como é feita a certificação dos respiradores?

É necessário que os respiradores sejam certificados pelo MTE, pela ANVISA e pela ISO 9001. Para isso, o fabricante deve seguir os processo de cada órgão regulatório. Isso inclui o levantamento de informações, o preenchimento de documentações, a realização de testes, entrevistas, visitas técnicas, bem como o cumprimento das normas de cada um desses órgãos.

Assim, é possível obter a certificação de aprovação do MTE, a certificação da conformidade da ISO 9001 e o registro de produto da ANVISA. Dessa forma, o respirador pode ser vendido de acordo com as normas vigentes em território brasileiro, ou seja, serão EPRs com a qualidade comprovada pelos órgãos reguladores.

Qual a importância de comprar respiradores certificados?

Em ambientes de trabalho com presença de agentes contaminantes no ar, a utilização de respiradores certificados torna-se essencial para a saúde e o bem-estar dos trabalhadores. Mas, afinal, por que investir em um respirador certificado faz toda a diferença? É importante dizer que o uso de respiradores de baixa qualidade ou falsificados, podem causar impactos negativos na saúde e segurança dos usuários.

Isso porque ao certificar o respirador nos órgãos regulatórios, você atesta que atende aos rigorosos padrões de qualidade e segurança estabelecidos no Brasil, ou seja, significa que você tem a confiança de que o equipamento irá funcionar como esperado, protegendo-o de forma confiável.

Portanto, respiradores certificados possuem materiais filtrantes de alta qualidade, projetados para capturar partículas e gases específicos com grande eficiência. Cada tipo de é classificado de acordo com sua capacidade de filtragem, garantindo que o modelo escolhido seja ideal para o tipo de contaminante presente no ambiente.

Além disso, é possível garantir uma vedação facial eficiente, bem como o conforto e a respirabilidade para uso prolongado dos trabalhadores. Sem contar que esse investimento na saúde tem impacto direto na produtividade dos funcionários, que se sentem valorizados e contribuem para o crescimento da empresa.

Quais as consequências do uso de respiradores não certificados?

Você precisa entender quais são as consequências quando um trabalhador usa um respirador não certificado, pois isso pode impactar negativamente na empresa tanto em relação a parte financeira quanto na reputação perante a sociedade. Diante disso, veja abaixo um quadro com as principais causas do uso de respiradores sem certificação e suas possíveis consequências.

CausasConsequências
Falta de conhecimento: desconhecimento dos riscos da exposição a contaminantes e da importância do uso de respiradores adequados.Doenças respiratórias: exposição a contaminantes perigosos pode causar doenças respiratórias graves, como pneumonia, bronquite, asma e até mesmo câncer de pulmão.
Acesso limitado: dificuldade em adquirir respiradores certificados devido à falta de disponibilidade no mercado ou alto custo.Redução da produtividade: doenças e problemas de saúde causados por contaminantes podem levar à redução da produtividade no trabalho e ao aumento do absenteísmo.
Priorização do custo: opção por respiradores mais baratos, mesmo que não ofereçam a proteção adequada.Aumento dos custos com saúde: o tratamento de doenças respiratórias e outros problemas de saúde causados por contaminantes pode gerar custos elevados para empresas e sistemas de saúde.
Negligência: desprezo pelos riscos da exposição a contaminantes e pelas normas de segurança.Acidentes de trabalho: a falha na proteção contra contaminantes pode aumentar o risco de acidentes de trabalho, incluindo intoxicações e até mesmo morte.
Pressão no trabalho: obrigação de usar respiradores inadequados por parte do empregador ou colegas de trabalho.Passivos trabalhistas: empresas que não fornecem respiradores adequados aos seus funcionários podem ser responsabilizadas por danos à saúde dos trabalhadores, gerando passivos trabalhistas.
Falta de fiscalização: insuficiência de medidas de fiscalização por parte das autoridades competentes.Degradação da imagem da empresa: o uso de respiradores inadequados pode prejudicar a imagem da empresa e afetar a sua reputação no mercado.
Resumo das causas e consequências do uso de respiradores não certificados.

Como escolher o respirador certificado ideal?

Em um ambiente de trabalho com agentes contaminantes no ar, a escolha do respirador certificado ideal é crucial para garantir sua saúde e segurança. Mas como escolher entre as diversas opções e encontrar o respirador perfeito para suas necessidades? Para isso, é necessário identificar o agente contaminante.

Nesse caso, o PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos) e o PPR (Programa de Proteção Respiratória) servem de norte para o profissional de segurança do trabalho. São nesses documentos que ele encontra o tipo de contaminante, o nível de concentração dele, o tempo de exposição do trabalhador, os EPRs indicados, entre outros detalhes.

Além disso, deve-se levar em consideração as certificações dos respiradores, a nível de  vedação, o conforto durante o uso, a compatibilidade com outros EPIs, como óculos de proteção e protetores auditivos, bem como outros detalhes importantes para garantir a sua usabilidade e proteção contra os riscos respiratórios.

Resumindo, a escolha de EPRs certificados pode fazer a diferença em um ambiente de trabalho exposto aos agentes contaminantes diretamente relacionados aos problemas respiratórios. Isso porque eles apresentam melhor qualidade e conformidade diante das normas regulatórias vigentes.

Por isso, busque sempre comprar os equipamentos de proteção respiratória de empresas idôneas, como a Alliance. Agora se você quer continuar recebendo informações relevantes e úteis sobre a proteção respiratória dos trabalhadores, assine a nossa newsletter e receba diretamente no seu e-mail nossas notícias e novidades.

Até o próximo conteúdo!

Dr. Antonio Carlos
Alliance Respiradores

Facebook
Twitter
LinkedIn